Ajude na manutenção e expansão do Guia dos Quadrinhos


Zorro (Lone Ranger)



Nome: John Reid
Nome original: Lone Ranger
Licenciador: The Lone Ranger, Inc.
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Fran Striker, George W. Trendle

Lista de revistas com participação de Zorro (Lone Ranger)

Criado por George W. Trendle para um show radiofônico em 1933, o Lone Ranger é John Reid, único sobrevivente de um grupo de rangers do Texas morto em emboscada. Socorrido por um índio amigo, Tonto, decide deixar que o mundo o tome por morto, assumindo uma nova identidade, o Cavaleiro Solitário. Usando máscara para não ser reconhecido, o herói combate seus algozes e todos os malfeitores do Oeste, sempre acompanhado por Tonto. Trendle era um homem de negócios e, quando percebeu a mina de ouro que tinha em mãos, criou o “The Lone Ranger, Inc.”, empresa para explorar o “merchandising” do herói. Junto com o distribuidor King Features, criou as tiras diarias e páginas dominicais de “Lone Ranger”. As diárias estreiaram em set. de 1938, escrito pelo próprio Striker e desenhado por Ed Kressy. Este, fraco, foi substituído por Charles Flanders em janeiro do ano seguinte. Depois vieram as dominicais, que duraram até dezembro de 1971. Os autores desse material (tudo da King, exceto quando especificado):

ROTEIRISTAS: Fran Striker (de 1938 a 44 e de 1948 a 62); Sra. Kressy (mulher de Ed Kressy) (de set. de 1938 ao fim de 38); John Wade Hampton (em 1940); Bob Green (de 1944 a 48 e de 1948 a 62); Paul S. Newman (de 1962 a 71); Cary Bates (p/ a nova série [New York Times], entre 1981 e 84). ARTISTAS: Kressy (de set/38 até 23/01/39 [p/as dominicais] e 10/3/39 [p/diárias]; Dick Sprang (auxiliando Kessy em 1938); Norman Fallon (auxiliando Kessy entre o final de 1938 e início de 39); Charles Flanders (de 30/01/39 [dom.] e de 12/03/39 [diárias] até set/71); Hampton (em 1940); Tom Gill (nos anos 50, substituindo Flanders); Russ Heath (p/a nova série [NYT], entre set/81-abr/84).

Não demorou e Trendle transformou o personagem num seriado da Republic, “The Lone Ranger” (“O Guarda Vingador”, no Brasil), de 1938, dirigido por William Witney e John English. Lee Powell fazia o papel-titulo e Chief Thundercloud, Tonto. Naquele mesmo ano de 1938, o herói estreiou em HQs no Brasil, através do “Globo Juvenil” (e não no “Gibi” n° 2, de 1939, como dizem alguns), mas com o nome mudado para “Zorro”, embora nada tivesse a ver com o mascarado da Velha Califórnia. Não se sabe por que esse nome de “Zorro”. Talvez tenha sido desatenção, preguiça, descaso, oportunismo por parte do editor, ou provavelmente um pouco de tudo isso. A confusão com o nome brazuca aumentou ainda mais no ano seguinte (1939), quando a Republic lançou dois seriados. O primeiro, “The Lone Ranger rides again”, era uma continuação de “O Guarda Vingador”, desta vez com Robert Livingston. Só que, nessa sequência, o nome no Brasil foi mudado para “A volta do Cavaleiro Solitário”. O segundo seriado era de outro herói, “Zorro's Fighting Legion” (“A Legião do Zorro”). Embora nada tivesse a ver com o personagem de Trendle e Striker, “Fighting Legion” mostrava um cowboy que usava máscara igual a do Lone Ranger, montava um cavalo branco, era visto ao lado de índios, e usava revólveres de prata. Para complicar, Livingston já tinha interpretado ambos os heróis (ele foi o Zorro em “The Bold Caballero” de 1936). Essa semelhança provavelmente reforçou, no Brasil, o nome “Zorro” para o Lone Ranger.

Em 1949 Trendle e o produtor Jack Chertok fizerem uma série de TV do L.R., com Clayton Moore (que, em mais uma ironia do destino, já tinha feito, naquele mesmo ano, o outro herói mascarado em “Ghost of Zorro”) e Jay Silverheels como Tonto. A série se tornou popular, durando oito anos, filmada em p&b e, a partir de 1954, em cores. Em 1952, Moore saiu por não ter aumento e foi trocado por John Hart. Mas Hart não era tão bom e Moore foi chamado de volta, com novo salário. Em 1956 foi feito um filme para o cine, “The Lone Ranger”, baseado na série de TV. E, em 1958, já com a série cancelada, veio a continuação, “The Lone Ranger and the lost city of gold”. Ambos com os os mesmos atores da TV. Em 1981 e 2013, tentou-se dois remakes, com Klinton Spilsbury e Armie Hammer, respectivamente.

- Antônio Luiz Ribeiro

Zorro (Lone Ranger)


Grupos
  • Texas Rangers



  • Relate algum problema encontrado nesse personagem