Busca avançada
Menu

00-Zéro

Nome original: 0.0. Duck
Licenciador: Walt Disney
Criado por: Al Hubbard, Dick Kinney

Lista de revistas com participação de 00-Zéro

Origem: 1966

Estréia: "The Case of Purloined Pearls (S66086), publicada no Brasil pela primeira vez em Zé Carioca 793 (1967) como "O 1o Caso De 00-ZÉro". Foi republicada em 2010 na edição 22 coleção Clássicos da Literatura Disney.

História do Personagem: 00-ZÉro surgiu no período da Guerra Fria, em meio á explosão de popularidade das histórias de espionagem e agentes secretos na década de 60 desencadeada pelos filmes do agente 007.

A inspiração mais óbvia para o personagem vem do trabalho de outro mestre, o Agente 86 Maxwell Smart, criado por Mel Brooks para a série de TV de grande sucesso que foi ao ar originalmente entre 1965 e 1970. Esta, por sua vez se inspirava em outro sucesso, "O Agente da U.N.C.L.E", de 1964.

Alguns elementos da série estrelada pelo agente do CONTROL são facilmente reconhecidos nos quadrinhos como a parceira feminina e mais sensata 99, as engenhocas, o chefe e a organização criminosa KAOS.

Após a fase de Kinney e Hubbard, na década de 60, 00-ZÉro foi amplamente utilizado pelo estúdio de quadrinhos da Editora Abril, protagonizando dezenas de histórias nas décadas de 70 e 80 pela mão de mestres como Ivan Saidenberg, Carlos Edgard Herrero e Primmagio Mantovi.

Nesta fase brasileira, ele teve seu universo bastante ampliado, com novos aliados, como o pombo Columbo, e inimigos, como o Dr. Q.I. Mundo, além de interagir com quase todos os principais personagens do universo Disney da época, da turma de Patópolis ao Zé Carioca.

Sua última história inédita é "O Pato e o Rato" e foi publicada no Mickey #492, de 1990.

O Inducks registra 52 histórias brasileiras contra 8 do DIsney Studios.

Características Marcantes: É um agente nada secreto desastrado e adoravelmente idiota, que combate os espiões inimigos da BRONKA e seus planos de dominação mundial.

Apesar de todas as trapalhadas, 00-ZÉro é geralmente bem sucedido em suas missões graças ás valiosas intervenções de sua companheira Pata Hari e à própria incompetência dos vilões. Só não conseguiu ainda por as mãos no Grande BRONKA, o chefe da organização, que tem sempre um plano de fuga na manga.

Sua marca registrada são as engenhocas absurdas, que mais atrapalham do que ajudam, o cachimbo revólver e a nave que muda de forma nas horas mais impróprias.

Além da Pata Hari, completa sua equipe com o chiuaua Lobo e o pombo super-aparelhado Columbo.

A partir da produção brasileira, passou a combater outros inimigos, como o Dr. Q.I.Mundo, que se esconde dentro de um globo terrestre e, eventualmente, vilões "normais" do universo Disney, como João Bafo de Onça.

As histórias originais de Kinney e Hubbard tinham um tom mais aventuresco e o lado atrapalhado do 00-ZÉro era mais contido. A fase brasileira pende mais para a comédia pastelão que era característica da época.

Revistas: Figurinha carimbada dos Almanaques Disney dos anos 70 e 80 e de todos os Disney Especial com temática de espionagem e investigação.

Personagem Correlatos:

Pata Hari (Mata Harrier): Assistente e parte sensata da dupla, encarregada de tirar o heróii das enrascadas.

BRONKA (BLONKA): Organização criminosa com planos absurdos de dominação mundial.

Grande BRONKA (Big BLONKA): Principal inimigo do 00-ZÉro. Sempre foge no final e nunca teve seu rosto mostrado.

Dr. QI Mundo: Vilão que se encapsula dentro de um globo terrestre repleto de engenhocas


Curiosidades

- O visual do personagem faz uma clara referência a outro agente atrapalhado, o Inspetor Closeau, criado por Blake Edwards e imortalizado por Peter Sellers na série de filmes "A Pantera Cor De Rosa", iniciada em 1963.

- O Grande Bronka é geralmente mostrado apenas como uma grande mão acariciando um gatinho. É uma homenagem ao supervilão Ernst Blofeld, arqui-inimigo de James Bond e gênio criminoso por trás da SPECTRE.
00-Zéro



Relate algum problema encontrado nesse personagem

  • pricardoam
  • Adicionado por
    pricardoam
    em 18/12/2009 13:15:00