Osamu Tezuka



3 de novembro de 1928
9 de fevereiro de 1989

Lista de revistas com trabalhos de Osamu Tezuka
Veja lista detalhada dos trabalhos


Sua grande produtividade e suas técnicas e gêneros pioneiros transformaram o mundo das histórias em quadrinho no Japão. A grande maioria dessas obras nunca foi traduzida do original japonês e continua inacessível aos leitores do Ocidente.

Quanto aos amigos, se inicialmente ele tinha problemas com as crianças da mesma idade. Ao andar pelos campos de Takarazuka para recolher e estudar insetos, ele adquiriu o senso de preservação do meio ambiente que apareceria posteriormente.

Em 1945, então com 17 anos, se iniciou como médico na Universidade de Osaka. E nessa época conhece Sakai Shichima que pouco depois, pede para ele desenhar um mangá em formato de livro baseado na história escrita por Sakai, Shin Takarajima (Nova Ilha do Tesouro), que acabou vendendo 400.000 cópias e trazendo alguma fama a Tezuka. A partir do sucesso de Kimba, pôde publicar outros sucessos sem tantas dificuldades e acabou chegando a "Astro Boy", sua obra mais famosa. Formou um estúdio próprio em 1961, com o nome de Tezuka Osamu Production, depois chamado Mushi Production, e criou a série de desenho animado de "Astro Boy", uma das primeiras animações da televisão japonesa, que daria origem a uma explosão de animações (ou "animes"). Já firmado e famoso como artista, procurou divulgar os quadrinhos japoneses ao redor do mundo e aumentar as relações entre os autores de diversos países, foi assim que conheceu o francês Moebius e se tornou amigo pessoal do brasileiro Maurício de Sousa. Com dores no abdômen, Tezuka foi internado e acabou morrendo de câncer de estômago aos sessenta anos, em 1989.

As Maiores Obras de Tezuka:

Ma-chan no Nikki (O Diário de Ma-chan), 1946. A estréia de Tezuka como desenhista profissional de mangá se deu com essa tira no jornal "Shokokumin Shimbun", em Osaka.
Shin Takarajima (Nova Ilha do Tesouro), 1947. Este é o mangá que tornou Tezuka famoso no Japão. Baseado no livro de seu amigo do grupo de mangakás de Kansai.

Jungle Taitei (Kimba, o Leão Branco) 1950-54. Mais conhecido no Ocidente como Kimba, o Leão Branco, este mangá estabeleceu uma das mais icônicas criações de Tezuka. Em 1965, a Mushi Productions fez uma série animada baseada no mangá, a primeira animação colorida da televisão japonesa.

"Astro Boy", 1952-68. A sequência de Captain Atom faz de "Astro Boy" o personagem principal. Em 1963, "Astro Boy" estréia como o primeiro programa comercial animado da televisão japonesa.

Ribbon no Kishi (A Princesa e o Cavaleiro), 1953-56. Título que relata as desventuras da Princesa Safire, que precisa fingir ser um homem por que o trono da Terra de Prata só pode ser ocupado por homens. O mangá tem forte inspiração nos temas e estilos dos musicais do Teatro de Takarazuka a que Tezuka assistia em sua juventude. O próprio Ribbon no Kichi criou um gênero inédito no mundo, o de quadrinhos que tem como público alvo às meninas (chamado shojo) e estabeleceram muitos dos temas dos shoujos posteriores.

Buddha (Buda), 1974—84. A visão de Tezuka da vida de Buda.

Adolf ni Tsugu (Os três Adolfs), 1983-85. Um mangá que se passa pouco antes da Segunda Guerra Mundial, centrado em três pessoas com o nome Adolf: um judeu, um alemão, e o próprio Hitler.

Entre outras animações produzidas por Tezuka e exibidas com sucesso no Brasil podemos citar: "Don Drácula", "Visitantes do Espaço" (também conhecido como Os Três Espaciais) e "Jet Marte — O Menino Biônico" (uma variação "high-tech" do "Astro Boy").

Recentemente foi construído um museu em homenagem a Tezuka, inaugurado em 25 de abril de 1994, com três andares. No subsolo, há uma "fábrica de desenhos" em que os visitantes podem fazer suas próprias animações, além de uma maquete da cidade de Takarazuka e uma réplica da mesa em que Osamu Tezuka trabalhava.


Fonte: http://pt.wikipedia.org



Relate algum problema encontrado nesse artista

  • John  Castelhano
  • Adicionado por
    John Castelhano
    em 03/05/2007 03:17:00