Ofertas na Amazon!


Rawhide Kid (Randy Scott)



Nome: Jonathan (Johnny) Clay
Nome original: Rawhide Kid
Licenciador: Marvel Comics
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Bob Brown, Stan Lee

Lista de revistas com participação de Rawhide Kid (Randy Scott)

    Primeira aparição no:
  • País de origem
    Rawhide Kid (1955)  n° 1 - Marvel Comics
Esse cowboy apareceu pela primeira vez em gibi próprio, em março de 1955, da editora Atlas (futura Marvel). No gênero faroeste, era um dos “três grandes” da Marvel, junto com “Kid Colt” e “Two-Gun Kid” (“Defensor Mascarado”).

Em suas primeiras aparições, o nome civil de Rawhide Kid era “Johnny Clay”. Nessa época, o personagem foi publicado no Brasil com os nomes de Randy Scott (na RGE dos anos 60) e Bill Dinamite (que, a rigor, era o nome brasileiro de outro cowboy, Pecos Bill). “Randy Scott” foi um dos cowboys que RGE escolheu para substituir “Tex” na revista “Júnior”, mas falhou por não ter o mesmo carisma do famoso ranger italiano. Sua última aparição foi no Rawhide Kid n° 16, de setembro de 1957, nos EUA e Cavaleiro Negro 110, no Brasil.

À partir do número 17 da revista americana (agosto de 1960), o personagem foi totalmente reformulado por Stan Lee e Jack Kirby: seu sobrenome foi mudado para Bart e ele ganhou um novo visual (com uniforme semelhante ao do futuro Thor, Deus do Trovão). Enquanto que o original era um louro adulto alto, o novo Rawhide era ruivo, jovem e mais baixo. E ganhou uma nova origem: agora ele era um órfão adotado por um Texas Ranger, Ben Bart, num rancho perto da cidade de Rawhide (daí o nome de personagem), no Texas. O garoto cresceu e se tornou um excelente atirador, graças às lições do pai adotivo. Quando tinha 18 anos, ele viu o velho Ben morrer nas mãos de bandidos e, ao vingar-se, se desentendeu com um xerife local. À partir de então, Johnny passou a ser um homem procurado. Para justificar a discrepância entre os dois personagens, posteriormente revelou-se que as aventuras do "primeiro" Randy Scott nada mais eram que histórias escritas nos folhetins antigos.
À partir de maio de 1961, a Atlas passou a se chamar oficialmente “Marvel Comics”, com seus gibis já estampando o selinho “MC” na capa. Stan Lee, o editor, veio com a idéia de criar novos super-heróis, para competir com a DC, que estava publicando o gênero com sucesso naquela época, com o enfoque mais para a ficção científica. E os cowboys da agora Marvel foram ganhando cada vez mais características de super-heróis, com alguns deles usando até máscaras, identidades secretas e trajes mais justos e coloridos. No caso de “Rawhide Kid”, a temática de suas histórias começou a se aproximar a do famoso “Homem-Aranha”. Ambos eram bem jovens e tinham um tio chamado “Ben”, mortos por bandidos. Sem contar que, nas lutas, “Rawhide” fazia uma série de acrobacias exageradas, com saltos espetaculares e, claro, era perseguido pela lei, como seu colega aracnídeo.

Esse novo “Rawhide” da Marvel recebeu, no Brasil, nomes como Chicote Kid, Ringo Kid (na editora Roval) e Billy Blue (na RGE dos anos 70/80 e na Abril). No final das contas, a Abril decidiu manter o nome original americano do personagem, “Rawhide Kid”.

Por volta de 1973, quando o gênero western apresentava sinais de decadência nos Estados Unidos, a revista “Rawhide Kid” começou a publicar reprises. Finalmente, em 1979, o título foi definitivamente cancelado, com o número 151 (maio).

Em 1985, a Marvel publicaria uma minissérie com quatro números e uma outra minissérie com cinco edições em 2003, revelando que ele era gay, como o ponto central de venda das revistas.

- Antônio Luiz Ribeiro e WCS


Notas e fontes
- www.toonopedia.com/rawhide.htm
- www.geocities.com/ratmmjess/ringo.html

Rawhide Kid (Randy Scott)



Relate algum problema encontrado nesse personagem

  • antônio Luiz Ribeiro
  • Adicionado por
    antônio Luiz Ribeiro
    em 09/11/2007 21:25:00