Vertigo: Além do Limiar


Grafipar


Títulos publicados pela Grafipar
A editora tem 48 títulos cadastrados no site, somando 392 edições no total.

Fundada por Faruk El-Katib, em Curitiba, iniciou suas atividades em 1977, com a revista “Peteca”. Inicialmente, o empresário contou com a ajuda do jornalista curitibano Nelson Faria de Barros. Faruk lançou, após “Peteca”, a revista “Personal”, que publicava algumas HQs eróticas nacionais. Estes quadrinhos fizeram sucesso e a editora resolveu investir na produção nacional, lançando a revista “Eros” (que mudaria de nome para “Quadrinhos Eróticos”) e mais três títulos: “Proton”, “Neuros” e “Pericia”.

Estas revistas traziam histórias de vários gêneros, misturados com erotismo. Eram produzidas por Claudio Seto, Liessenfeld, Kussumoto, Ataíde, Shimamoto, Magno, Eros Maichrowicz, Val Ferreira e Seabra. O sucesso destas revistas entre 1979-80 abriu as portas para novos colaboradores como Franco de Rosa, Flávio Colin, Walmir Amaral, Itamar, Imamura, Rodval Matias, Mozart Couto, Sakita, Marcio Calesco, Gustavo Machado, Luis Saidemberg , Paulo Lima, Fisher, Josmar, Maurício Veneza, Drumond, Paulo Hamasaki, Oz, Kozo, Jordi, Novaes, Bonini, Zenival, Esteves, Sergio Lima e Watson Portela.

A partir de 1980 o departamento de arte passou a ser comandado por Seto e os gibis passaram a ostentar o selo “Bico de Pena” nas capas. Nesse período a produção alcançou bons níveis de qualidade e quantidade.

Infelizmente, em 1984, após uma série de dificuldades econômicas e má administração, a editora encerrou oficialmente as atividades. Mas Farias ainda lançou algumas edições depois do encerramento, porém sem o selo da empresa. Ele publicou também algunes exemplares independentes, junto com outras pessoas da Grafipar.


Notas e fontes —
Gonçalo Junior, “Coleção Opera Brasil” 14.