Ajude na manutenção e expansão do Guia dos Quadrinhos


Rodolfo Zalla - ‘Jota Laerte’



País de nascimento: Argentina
20 de julho de 1930
19 de junho de 2016

Lista de revistas com trabalhos de Rodolfo Zalla - ‘Jota Laerte’
Veja lista detalhada dos trabalhos


Desenhista argentino (nascido em Buenos Aires) radicado no Brasil. É impossível se falar em quadrinhos de terror no Brasil sem citar o nome do argentino o Rodolfo Anibal Zalla. Apesar de formado em arquitetura, sua verdadeira paixão era o desenho gráfico. Ainda na Argentina, com 18 anos junta-se ao estúdio de Carlos Clémen. Lá conhece um outro desenhista, Enrique Meier, que leva o colega para uma editora católica onda trabalhava, a Editorial Difusión. Foi lá que Zalla publicou, em 1953, sua primeira história, numa revista dedicada a romances água-com-açúcar chamada “Pasiones Blancas”. Era uma adaptação de um conto de Matilde Alanic chamado “Cristina”. Ainda naquela época, Zalla colabora com revistas como “Patoruzito”, “Hora Cero” e “Frontera”. Por intermédio de José Delbo, Zalla conhece o desenhista Eugênio Colonnese, com quem estaria associado pelo resto da vida.

Em função da crise editorial e econômica Argentina, muda-se para o Brasil no dia 14 de dezembro de 1963, se instalando provisoriamente no apartamento de Delbo, em Santos. Seu primeiro trabalho no novo país foi ajudar Delbo a terminar uma história do cowboy mascarado Vingador chamada “A ferrovia”, publicada pela editora Outubro. Trabalha também na editora GEP e outras. Em 1967, com o italiano Eugênio Colonnese, funda o Estúdio D-Arte.

A partir de 1967 também, ilustra inúmeros livros didáticos, ajudando, em 1978, na produção da “Histoire de la Monde en BD”, pela editora francesa Larousse. Nessa época, é contratado pela editora Taika para o lugar de Jayme Cortez como diretor artístico. Ele estava no Brasil há bem pouco tempo e colaborava com eles desenhando “Colorado”, um cowboy herdado de um outro artista argentino, José Delbó, que tinha estado no Brasil de passagem e acabara de se mudar para Nova York.

Em 1972, trabalha para a editora Abril, fazendo os quadrinhos do Zorro, bem como HQs com as personagens de Hanna-Barbera.

De 1981 a 1993, retoma o estúdio D-Arte, agora como Editora. Lança os títulos Calafrio e Mestres do Terror, clássicos do gênero. O curioso é que “Calafrio” também foi publicada, durante curto período (nos anos 80), em forma de tiras em preto-e-branco no jornal paulista “Notícias Populares”.


Notas e fontes —
http://lambiek.net/artist/z/zalla_rodolfo.htm
Roberto Guedes
http://pt.wikipedia.org/wiki/Rodolfo_Zalla



Relate algum problema encontrado nesse artista